quarta-feira, 10 de junho de 2009

Carta para minha velha

Esse aí foi um trabalho de faculdade que eu fiz período passado. Já havia postado no blog antigo, e resolvi colocar aqui por falta de criatividade. :D
Pois é, de vez em quando eu arrisco com as palavras. Hehe.
_________________

Carta para minha Velha


Já fazem cinco anos e eu ainda não me acostumei com a sua ausência. E também nunca havia reparado em como nossa casa é grande e tem poucas mobílias. Às vezes me sinto tão pequeno sem ouvir seus passos arrastados no chão da cozinha, sem sentir o cheiro do café pronto e sem os risos matinais referindo-se aos meus cabelos brancos. Fiquei tão acomodado com sua companhia que tem horas que assusta dormir sozinho. Seu perfume na cama alivia a dor da saudade. Mas os garotos ainda vem me ver sempre. Eles sempre foram bons filhos.

O caçula do Marcelo completou cinco meses anteontem, e só sabe chorar e apertar a pele do meu cotovelo quando está no meu colo. Os outros vivem perturbando o pobre do cachorro. Ele também já está velho e cansado, não tanto quanto eu, mas nem se aguenta em pé por trinta segundos.

Eu sei que você nunca gostou de preferências, mas eu preciso confessar querida: Eu tenho um carinho muito especial pela Heloísa. Ela se parece demais com você, e pude sentir isso desde o nascimento dela quando a peguei no colo. Ontem eu a achei no nosso quarto mexendo em suas roupas. E acredite minha velha, ela tem os seus olhos. Seus lindos e belos olhos cor-de mel. Me olhou assustada, e já ia saindo quando a peguei no colo e voltei até o armário com ela. Tirei seu vestido de linho azul e coloquei-o em cima da cama. Me sentei com ela, e a observei enquanto passeava suas pequenas mãozinhas no vestido. Perguntei a ela se gostava de ouvir histórias. Ela acenou com a cabeça e ficou ali comigo sem ver o tempo passar. E pra ser sincero, eu também me esqueci completamente do tempo.

Contei a ela sobre você, nós dois, nossos filhos e sobre toda nossa vida. Acredito que aprendi mais do que ela com tudo que eu disse. Ah Helena! Muito obrigado por tudo que fez por mim e pelos meninos. Hoje eu sei que fui e sempre serei o homem mais feliz da face da terra. Com você vivi os dias mais felizes de minha vida.

Obrigado minha Velha, minha Helena.

Do seu eterno namorado,

Luís Santos

4 comentários

Atilano Moreira disse...

POXA MUITO MUITO BACANA A CARTA CARA!!EMOCIONANTE E RETRATA MUITO BEM A IMPORTÂNCIA DE UMA MÃE PRUM FILHO

MEUS PARABENS MUITO BOM

VLW PELO COMENTARIO NO FURDUNCO

http://furdunconosemaforo.blogspot.com

Atilano Moreira disse...

opa cara vi teu post sobre o trabalho de publicidade...e então eu escrevo em meu blog uma série de episodios que eu chamo de piores propagandas,em que eu analiso quanta besteira tem na publicidade brasileira...n tem muito a vercom seu tema ,mais sei lá de repente ajuda...

aew---http://furdunconosemaforo.blogspot.com/2009/05/piores-propagandas-episodio-final.html

esse e o ultimo episodio

Diego Azevedo Sodré disse...

Caraca, Flávio, sabia q vc escreve muito bem?

Flávio Pinheiro disse...

Eu só arrisco Diegão.....hehehehe....
Que bom que gostou.... :D

 
BlogBlogs.Com.Br