sexta-feira, 8 de maio de 2009

De quem foi o RG de número 1?

Um pouco de curiosidades.

_____________________


Foi o documento de identidade de Edgard Costa, emitido em 1907. Na época, Costa era o presidente do gabinete de identificação e de estatística da polícia do Distrito Federal, dos tempos em que o Rio de Janeiro era a capital do país. Edgard Costa era advogado e começou no gabinete como auxiliar, em 1905. O RG (sigla para Registro Geral) nem tinha esse nome, e sim registro civil. Antes disso, no século 19, documento era coisa rara no Brasil. Em muitos eventos, como casamentos e óbitos, quem fazia os registros era a Igreja Católica. Em 1875, foram criados os primeiros cartórios, e em 1888 o registro de nascimentos, casamentos e mortes passou a ser feito obrigatoriamente por órgãos do Estado. Daí vieram os primeiros esboços de um registro geral da população. Os primeiros a serem fichados foram os criminosos, “benefício” que depois passou aos brasileiros que viajavam ao exterior, e, por fim, a todos.

TAMANHO NÃO É DOCUMENTO

Sem foto, primeiro registro tinha descrição física detalhada do sujeito

1- Em 1907, surge o primeiro registro civil no Rio de Janeiro, à época capital do Distrito Federal do Brasil. O documento pertencia a Edgard Costa.

2- Além de nome e filiação, descrição minuciosa e impressões digitais. Eram relatadas informações como “marcas particulares, cicatrizes e tatuagens”.

3- As sobrancelhas do sujeito eram “arqueadas e separadas.

4- Na mão esquerda, havia uma cicatriz na primeira falange do polegar.

5- Nem o nariz escapava da descrição: este tinha “projeção média” e “largura mediana”.

6- Ao contrário do RG atual, o documento do início do século 20 descrevia profissão e endereço da pessoa.

Essa aí é do fundo do Mundo Estranho!!!

5 comentários

Mila_Dark_Angel disse...

Interessante o post =)

fiquei imaginando como seria o rg do tiozinhu...devia ser estranho pakas xD

parabens pelo post ^^

__________________________


Aproveitando para divulgar meu video

Para toda ação... uma reação
http://www.youtube.com/watch?v=UPlfxvf0-B4

Assistam e comentem ;)

sodeborestia disse...

Vivendo e aprendendo... ótimo post...

Mike disse...

Na Itália, onde muitas coisas não evoluem, na identidade ainda tem o endereço, a profissão e vem um "vigia" na casa pra ver se a pessoa realmente mora lá, antes de poder fazer o documento.

Marcelo Carvalho disse...

O documento dele devia parecer um jornal auheuaheuaheuah

Anônimo disse...

Putz, depois desta informação nunca mais serei o mesmo.

 
BlogBlogs.Com.Br